Obras, cadê?

Tudo bem a política econômica do Governo Federal adotar as medidas necessárias para recuperação das contas públicas, para ajustar nossa economia, na tentativa de resgatar a confiança dos investidores e retomarmos um nível de crescimento.

Mas o remédio não pode matar o paciente pela excessiva dosagem.

Os investimentos públicos no Brasil estão praticamente paralisados! Não se vê obra em canto algum deste país! E as que existem estão é sem receber recursos!

Falou-se muito sobre o “pibinho” de Temer, mas saibam que nos anos dele o PIB cresceu mais do que o PIB registrado no primeiro ano do Governo Bolsonaro.

Não se pode contrariar por completo a lógica de Keynes para quem o investimento público é a melhor forma para tirar uma nação da recessão.

Mas parou tudo.

A falta de investimento na infraestrutura neste Brasil está acabando com nossas estradas. Elas estão ficando cada vez piores. Não por menos aumentou o número de acidentes nas rodovias brasileiras.

Aqui na Paraíba, a triplicação da BR 230 parou por falta de repasse.

O Canal Acauã-Araçagi, a maior obra hídrica da Paraíba, que tem 112 quilômetros de extensão e vai levar água para mais de 30 municípios do brejo paraibano, custa um bilhão de reais e está sem um centavo do governo federal, sendo tocada somente pelo governo do Estado.

Está na hora de abrir o cofre.  Não adianta ficar somente abrindo a boca para falar asneiras.

Se a cada frase que Bolsonaro dissesse virasse uma obra, o Brasil se transformaria num imenso canteiro de obras.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *