O tempo do MP e a falta de ‘time’ da oposição

A quinta fase da Operação Calvário, deflagrada nesta quarta sob a condução do GAECO do Ministério Público Estadual, calou a boca de muita liderança política que estava há um tempo querendo ditar as regras de uma investigação, politizando o tema, sem saber que atrapalham mais que ajudam, já que agem como se a instituição tivesse a obrigação de estar a serviço das vontades políticas de quem faz oposição.

Querer pautar o Ministério Público é uma prática política irresponsável. Que deve irritar os investigadores mais do que estimular, visto que são chamados de negligentes num dia e heróis no outro, ao sabor das operações. Na verdade, ao fazerem isso, oposicionistas contribuem apenas para diminuir o trabalho do Ministério Público.

 

CLIQUE AQUI E VEJA COBERTURA COMPLETA NO PARAIBA.COM.BR

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *