Guedes fica do lado dos governadores, ao menos no discurso

Ao menos no primeiro round, o ministro da Economia, Paulo Guedes, ficou do lado dos governadores no “bate boca” entre eles e o presidente Jair Bolsonaro. No Fórum dos Governadores, em Brasília, Guedes tentou emendar as declarações do chefe, dizendo que ele teria apenas alertado que o preço é alto por conta de vários fatores, incluindo o ICMS.

Na verdade, não foi bem assim. Claramente, no twitter, Bolsonaro declarou que o Governo Federal tem feito sua parte baixando os preços nas refinarias, mas a redução não chagava nas bombas para população por conta dos altos índices da cobrança do ICMS.

Mas, diante dos governadores, Guedes amenizou. Disse que nenhum estado pode reduzir a tributação no combustível. E que isso é assunto para debate na reforma tributária. Ele reconheceu ainda a dificuldade de se abrir mão de receitas neste ramo.

Ou seja, panos quentes num tema em que governadores e União duelam sob o mote “baixe os seus que eu baixo o meu”. E como nenhum dos lados quer o desafio não anda. E a população continuará desafiando a matemática, pagando por gasolina acima do que a renda permite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *