Vereadores rejeitam convocação de Fulgêncio e Cartaxo se mantém imune na CMJP

Por nove votos a oito, a Câmara Municipal de João Pessoa rejeitou nesta terça, 28,  pedido formulado pelo vereador Léo Bezerra (Cidadania) convocando o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, para discutir a atuação da pasta no combate ao Covid-19 na Capital.

Apesar de ter visto a criação de dois blocos na Casa, um do PP e outro do Avante, ligados a sua base de sustentação, Cartaxo manteve sua imunidade na Câmara. Mas o diagnóstico aponta para um quadro apertado visto que a convocação foi derrubada por apenas um voto.

Ao final da sessão online, o autor da proposta ressaltou que a Câmara cometeu um equívoco desnecessário. Léo Bezerra lembrou que o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, esteve na Assembleia Legislativa respondendo as perguntas dos deputados e o ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, concedia coletivas diárias.

“Até para orientar os vereadores a como ajudar neste momento era importante a presença do secretário”, lamentou Bezerra.

Ele disse que um dos temas mais delicados é a situação dos profissionais de saúde, que estariam trabalhando em condições não satisfatória de segurança.

 

Leia Mais

João e a difícil tarefa de dizer não

Hugo Motta escolhe o pior dos temas para ser conhecido…

Pedro revela desejo de nova disputa ao governo e rejeita…

Decisão do PT Nacional em suspender prévias de JP tem…

Bolsonaro, Queiroga e Queiroz terão encontro para discutir chapa em…