Tibério se coloca à disposição para disputar PMJP e defende que João faça escolha até o Carnaval

Um dos nomes cotados para ser candidato do governador João Azevedo na disputa pela prefeitura de João Pessoa nas eleições do próximo ano, o vereador Tibério Limeira (PSB) conversou com o blog e declarou que se colocar à disposição do grupo para discutir uma possível candidatura a prefeito.

Ele declarou que trabalhar hoje pela sua reeleição a vereador, mas que se dispõe a construir uma nova missão. “Tenho trabalho pela minha reeleição, mas como estou à disposição do grupo como militante. Não me faltam coragem nem dedicação mudar, que são lemas do meu mandato”, declarou Tibério.

Ele defendeu que o governador João Azevedo pegue a ficha para entrar no jogo da disputa em João Pessoa. E trabalhe para construir um grupo próprio. “É preciso construir uma identidade a partir dessa nova composição. João deve sim respeitar as forças aliadas, mas precisará construir seu próprio grupo político, com pessoas que facilmente serão identificados como integrantes de seu projeto”, explicou.

Segundo ele, a regra se aplica para 2020. “Tem que lançar candidato e construir uma opção sim, nem que seja para sentar com outros partidos e, em seguida, definir como ficará a chapa”, completou.

PRAZO

Quanto ao prazo, o vereador Tibério acredita que essa definição não pode passar do Carnaval. Ele acredita que João precisará ainda definir duas etapas antes de definir o nome de seu candidato a prefeito.

A primeira etapa é a escolha do partido. E a segunda a restruturação do governo com base no novo desenho político. O governador João Azevedo anunciou esta semana desfiliação do PSB e oficializou o racha com o ex-governador Ricardo Coutinho.

POSTURA

Na entrevista ao blog, Tibério disse ainda que não irá precisar mudar sua postura na Câmara caso a indicação do seu nome para disputar a prefeitura de João Pessoa vá tomando corpo. O vereador foi criticado em alguns momentos por adotar uma postura muito “amena” em relação à gestão do prefeito Luciano Cartaxo, inclusive se fazendo presente em plenárias do Orçamento Participativo.

“Toda insinuação que fizeram com meu nome não se concretizou. Disseram que em um ano eu estaria na base do prefeito Cartaxo. E isso não aconteceu. Eu apenas defendo uma oposição democrática e propositiva, elogiando aquilo que deu certo e propondo melhorias no que está errado”, justificou, lembrando que esteve em PSFs, escolas, fiscalizando o trabalhando da gestão municipal e que, recentemente, denunciou o prefeito no TCE por descumprimento das emendas impositivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *