Tião Gomes quer o OD da Assembleia se Emendas Impositivas passarem

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) não esconde de ninguém a admiração que tem pela ideia do ex-governador Ricardo Coutinho em ter implantado o Orçamento Democrático em seu governo, percorrendo, anualmente, toda a Paraíba para ouvir, em plenárias com quase cinco mil pessoas, os desejos da população sobre onde o Poder Executivo deve investir o dinheiro público.
Tião reconhece que o OD acabou tirando dos deputados o prestígio de fazer essa ponte entre a população e o governo do Estado, mas nunca quis remar contra a maré. Ao contrário. Convicto defensor da lei que institui as emendas impositivas para os deputados, quer copiar a ideia para a Assembleia Legislativa em caso de aprovação da nova regra.
Tião Gomes já tem o projeto pronto para realização das plenárias do Orçamento Democrático da Assembleia Legislativa da Paraíba nas diversas regiões do Estado. Os deputados estaduais sentados numa mesa em frente à população perguntando onde é que ela deseja que eles encaminhem os R$ 18 milhões, por baixo, que poderão ter direito caso a lei da emenda impositiva passe.
Para ele, copiar uma ideia boa é melhor do que inventar uma ruim. As emendas impositivas estão “guardadas” numa gaveta especial da Mesa Diretora da Assembleia. O presidente da Casa, Adriano Galdino, trabalha no sentido de conter os ânimos dos deputados enquanto trabalha no convencimento do governador João Azevedo, que tem pesadelos com a matéria. Galdino se comprometeu que a proposta não iria a plenário enquanto não fosse consenso para o Governo. O que não acontecerá em situações normais.
O assunto, no entanto, vive assombrando. Lembra muito a proposta de criação do Tribunal de Contas do Município. Todas as vezes que o clima esquenta o tema volta à pauta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *