Quando para ganhar o time precisará apenas jogar futebol

A luta para empinar o futebol paraibano contabiliza décadas. De todas as coisas que faltam para tanto uma delas é respeito.

É impressionante como algumas personagens do futebol na Paraíba ainda veem em nosso heróico futebol um terreno fértil para desrespeitá-lo, denegri-lo. E da forma mais agressiva e ao mesmo tempo arcaica: comprando resultados.

Mesmo depois da deflagração da Operação Cartola, em pleno ano de 2020, ainda se pôde vislumbrar um episódio como o da suposta abordagem direta a um dirigente de clube. Sem receios ou constrangimento.

E, ao que parece, neste caso, não foi nem pelo “amor ao time”, mas para antecipar resultados que são monetizados em aplicativos de apostas.

Para ser realmente levado a sério, seja por investidores, dirigentes nacionais e até mesmo torcedores, o futebol paraibano precisaria inicialmente ser respeitado internamente. Por mais elitista que seja a máxima, já seria um bom caminho ser “pobre, mas ser limpinho”.

Claro que o lamento não é generalizado visto que há sim muita gente realmente comprometida com o sucesso do futebol paraibano.

São aqueles que apostam que para ganhar jogos um time precisa apenas jogar melhor que o outro e, claro, fazer gols por conta própria.

Leia Mais

João e a difícil tarefa de dizer não

Hugo Motta escolhe o pior dos temas para ser conhecido…

Pedro revela desejo de nova disputa ao governo e rejeita…

Decisão do PT Nacional em suspender prévias de JP tem…

Bolsonaro, Queiroga e Queiroz terão encontro para discutir chapa em…