Presidente da ANPR sobre posse de Moro no Ministério de Justiça: “Eu não aceitaria”

Em entrevista ao Frente a Frente, da TV Arapuan, nesta segunda-feira, 14, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, paraibano Fábio George, não hesitou em responder o que achou da ida do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça após o resultado das eleições presidenciais de 2018 quando Jair Bolsonaro saiu vitorioso contra o PT.

“Eu não aceitaria. As coisas precisam ser bem diluídas e, apesar de toda atuação que se pautou pela legalidade, haveria em algum momento alguma desconfiança”, declarou. Apesar disso, ele não considera que Sérgio Moro virou ministro por causa de sua atuação no processo como juiz contra o ex-presidente Lula.

Em respostas anteriores, no entanto, Fábio George deixou claro que não parece correto dentro de um processo que um juiz sugira testemunha para uma das partes. Ex-membro do Conselho Nacional do Ministério Público, Fábio George defendeu a atuação da Lava Jato, mas admitiu que é possível, num ou outro caso, que tenha havido um ou outro excesso.

Sobre o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que tem sido um algoz direto da Lava Jato, o procurador paraibano não poupou críticas. Segundo ele, quem julga deve falar menos. “Não gosto de ministro que vive falando sobre tudo. Da a impressão que estão envolvidos nestes casos”, declarou.

A entrevista completa poderá ser acessada no Canal da TV Arapuan no Youtube.

Fábio George é procurador da República desde 1996. Ele assumiu a presidência da ANPR em maio deste ano. Está morando e trabalhando em Brasília.

 

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *