O silêncio incurável da Doutora Lígia

A não ser que tenha saído um decreto no Diário Oficial vedando a doutora Lígia Feliciano de falar, o silêncio da vice-governadora do Estado não parece ter justificativas aparentes.

Durante toda a pandemia, a vice-governadora, que é médica, e bem que poderia ter se destacado, preferiu cumprir um isolamento verbal.

Mas mesmo com o retorno de praticamente todas as atividades, a Doutora Lígia se mantém em silêncio. Não concede uma entrevista sequer e, mais curioso ainda, não se posiciona sobre as coisas do governo do Estado.

Nem mesmo nas redes sociais, onde se mantém mais ativa, não faz muitas referências às ações governamentais.

Quem se der o trabalho, inclusive, de acessar seu perfil no Instagram, o @ligiafelicianopb, encontrará referências a temas da atualidade, mas sem nenhuma referência à gestão. Por exemplo, há postagens sobre o Dia da Juventude e no texto nada sobre qualquer ação que seja do governo que representa para os jovens.

Um silêncio que não quebrado nem quando da surpresa do anúncio de sua filha, a jovem Mariana Feliciano, como candidata a vice-prefeita na chapa de Edilma Freire (PV), candidata do prefeito Luciano Cartaxo.

Do que será que o coração da Doutora está cheio que a faça evitar que a boca fale?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *