Filiação de Cícero ao PP aumenta número de partidos “aliados” que ameaçam Cartaxo

Dentre as mudanças partidárias respeitando o prazo para quem vai disputar as eleições deste ano, caso elas sejam realizadas, a do ex-senador Cícero Lucena no PP foi uma das mais surpreendentes. O ex-tucano deixou o PSDB, com fez história de décadas, e foi para os braços do PP do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, não podendo mais negar o óbvio. Tem sim planos de disputar a prefeitura da Capital, mesmo que negue em público.

A ida de Cícero para o PP ameaça o cenário do prefeito Luciano Cartaxo, que passa a ter mais um partido de sua base política com um nome de olho na sua cadeira. O próprio PSDB já estava dando problemas com a pré-candidatura do deputado federal Ruy Carneiro. O MDB, que tem um vereador na base do prefeito, já lançou o apresentador Nilvan Ferreira. O Avante tem um pé na prefeitura e outro no Governo do Estado. E o Solidariedade do vice-prefeito Manoel Júnior, excluído da preferência de Cartaxo, também ainda vai se pronunciar.

No caso do PP, Cartaxo passa a conviver com um partido aliado com um nome que pode amealhar apoio de vereadores na Câmara.

A luz do prefeito se acende e ele vai precisar evitar o isolamento político durante esta quarentena.

Leia Mais

Pedro revela desejo de nova disputa ao governo e rejeita…

Decisão do PT Nacional em suspender prévias de JP tem…

Bolsonaro, Queiroga e Queiroz terão encontro para discutir chapa em…

A crise que pode implodir o PSB da Paraíba (mais…

Cartaxo revela desejo íntimo: PT sem prévias