Essa nem o ChatGPT sabe: em JP, frete deve ser gratuito

Duvido que você compre uma geladeira ou um armário em João Pessoa e diga que não vai pagar o frete da entrega alegando estar respaldado legalmente para exigir a gratuidade.

Pois é o que está na Lei 1.820/2013, aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo Poder Executivo, em vigor há praticamente uma década. De acordo com ela, em João Pessoa, o frete de móveis, eletrodomésticos e material de construção deve ser gratuito, de responsabilidade de quem vendeu.

O descumprimento pode resultar em multa de até dez vezes o valor do bem adquirido.

Essa, provavelmente, nem o ChatGPT, do alto de sua onisciência, conseguiria responder na lata.

O fato é que o nível de conhecimento da população sobre seus direitos é baixíssimo. Algumas leis que favorecem diretamente a população são completamente ignoradas, gerando o improdutivo ciclo do desconhecimento e, posteriormente, do desrespeito.  Ora, se não há quem cobre, não haverá quem cumpra.

É com base nisso que a Câmara Municipal de João Pessoa está se esforçando para chamar a população a conhecer as leis em vigor na cidade. Na semana de aniversário dos 438 anos da Capital, grupos de teatro estarão em pontos de João Pessoa divulgando algumas delas e conclamando o povo a tomar posse daquilo que é, por direito, dele.

Somente assim autoridades em todas as suas instâncias serão provocadas a adotar medidas em caso de desrespeito. Caso a lei aprovada seja exagerada, absurda ou demagógica, as partes divergentes terão os caminhos legais para derrubá-la ou impedi-la.

O que não pode acontecer, como acontece, é a omissão total.

P.S: Todas as leis, divididas por áreas, podem ser conferidas no site joaopessoa.pb.leg.br/edelei

Leia Mais

Pedro revela desejo de nova disputa ao governo e rejeita…

Decisão do PT Nacional em suspender prévias de JP tem…

Bolsonaro, Queiroga e Queiroz terão encontro para discutir chapa em…

A crise que pode implodir o PSB da Paraíba (mais…

Cartaxo revela desejo íntimo: PT sem prévias