Entre elogios e recados, a fala política de Bolsonaro para Paraíba

A entrevista do presidente do Jair Bolsonaro à ArapuanFM produziu os primeiros parágrafos do que ele pensa sobre as eleições na Paraíba.

O presidente não economizou em elogios a alguns nomes. E, a cada elogio, um discreto recado.

O primeiro deles ao ministro Marcelo Queiroga. De forma clara, Bolsonaro disse que se o coração do cardiologista apontar para uma candidatura nas próximas eleições, ele está aberto para  “conversar”. E foi além: declarou que Queiroga está mais para disputar o Legislativo do que para o Executivo.

É como se estivesse já pensando na montagem de uma chapa que pudesse ter Queiroga como candidato ao Senado, para não atrapalhar os planos das opções ao governo.

E a principal delas seria o ex-prefeito Romero Rodrigues, que mais que um elogio recebeu uma declaração de amor do presidente. “Sou apaixonado por Romero”, declarou Bolsonaro, para quem a eleição na Paraíba passa por Romero.

Mas, como amar tem custo, também deixou um recado após o elogio. Declarou que a eleição na Paraíba deverá ser polarizada e deixou no ar que a tese de montar um palanque estadual aberto para outros candidatos a presidente da República não ajudaria muito.

O tom, mesmo que contido, credencia o discurso exclusivista que foi apresentado por Nilvan Ferreira, Cabo Gilberto e Walber Virgulino. E impõe ao Romero um desafio de articular a candidatura com apoio de Bolsonaro incluindo lideranças políticas que tem outras opções presidenciais.

Com a proximidade de 2022, é provável que a polarização se acirre ainda mais. E somente um olhar muito bem alimentado de informações, pesquisas e análises a respeito da conjuntura.

Neste caso, saber se o ditado “mais um vale um pássaro na mão do que dois voando” se aplica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *