Cessão Onerosa: Por causa de um dia, governadores podem perder verba do Pre Sal para este ano

O governador João Azevedo estará nesta segunda-feira em Brasília junto com outros governadores do Nordeste e suas respectivas econômicas para tentar salvar uma promessa de liberação ainda este ano de recursos extras oriundos dos leilões do Pre Sal, a chamada Cessão Onerosa, que deixou os estados exultantes de alegria na perspectiva de recebe-los.
O Senado Federal aprovou a nova lei recentemente dando aos estados e aos municípios uma esperança de receberem um percentual do dinheiro arrecadado pela União. O governo da Paraíba, por exemplo, sonha com o direito de receber aproximadamente R$ 600 milhões!! Um presente em tanto em tempos de margens apertadas de investimentos.
O problema é que a última informação repassada no Confaz aponta que o recurso total só seria depositada na conta da União no dia 27 de dezembro, ou seja, uma sexta-feira, último dia útil do ano, jugando qualquer distribuição dos recursos para o exercício de 2020. Os governadores querem antecipar este repasse para poder contar com verba ainda em 2019, e fechar as contas do ano com mais alívio.
Não por menos estão chamando a Cessão Onerosa de “Seinão Trabalhosa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *