Cartaxo em cinco atos e Romero em dois

Prefeitos das duas maiores cidades da Paraíba, Luciano Cartaxo (PV) e Romero Rodrigues (PSDB) deram entrevistas nesta segunda, o primeiro no Frente a Frente da TV Arapuan e o segundo à imprensa campinense, que apontam para variadas revelações e reflexões. Em curtos atos, resumamos.

Luciano Cartaxo:

– Anunciou concurso da Semob para 2020. Não tem ainda quantidade de vagas. Mas já está confirmado que fará. Justificou que a complexidade do trânsito em João Pessoa exige ampliação do quadro;
– Confirmou estudos na prefeitura de João Pessoa para acabar com estacionamento da orla do Cabo Branco, da mesma forma que foi feito com a praia de Manaíra. Segundo ele, conversará com os moradores para construir a proposta.
– Mantém a indefinição sobre o nome para disputar a prefeitura de João Pessoa. Ficou claro que ainda não tem o escolhido, ou escolhida, ainda.
– Anunciou que não terá constrangimento em aplicar uma Reforma da Previdência própria caso a PEC paralela para inclusão dos municípios e estados não passe. Segundo ele, o déficit é de R$ 10 milhões por mês.
– Também confirmou que vai mandar uma nova lei das emendas impositivas dos vereadores. E que a principal mudança estará na redução do percentual destinado. Nada de 1,2% da Receita Corrente Líquida. É inviável, disse o prefeito.

Romero Rodrigues:

– Pediu desculpas a Lígia Feliciano pelas vaias da inauguração do Aluízio Campos. Gesto bonito. Mas deixou claro que o ambiente era propício ao grupo da prefeitura ao anunciar que “iria pedir para pararem”.
– Fez cobrança ao presidente Jair Bolsonaro dos recursos do VLT. Gesto corajoso. Mas deixou claro que a promessa feita num vídeo com o presidente serviu apenas para afastar o Governo do Estado da obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *