Bolsonaro se cura da sensatez

Achei que fosse fakenews quando li a informação de que o presidente Jair Bolsonaro teria ido às manifestações do dia 15. Ora, dias antes, havia elogiado o presidente pela postura sensata que tomou ao recomendar, em pronunciamento oficial, seguindo protocolos corretos de saúde, que se evitasse esse evento num momento como esse. Mas Bolsonaro desmentiu a si mesmo. E foi.

Além de contraditório, foi um ato irresponsável para o presidente da nação. Primeiro porque desrespeito condutas apontados pelo próprio Governo Federal. Ou seja, desrespeitou a si próprio. Ora, o próprio presidente está na lista dos que deveriam estar em isolamento em razão de ter vindo de viagem recente, ter tido contado com pessoas infectadas pelo Covid e ter feito ele mesmo exame para detectar se estava contaminado.

Bolsonaro flertou com a sensatez na quinta. E o governo dele tem adotado algumas medidas importantes sim no combate ao Coronavírus no Brasil, que já registra 200 casos confirmados.

Mas no domingo, ele ficou curado da sensatez. E voltou ao seu estado original. Um mau exemplo.

P>S: Uma coisa fica certa. Se não houvesse a realidade do Coronavírus, as manifestações pro Bolsonaro teriam atingido volumes supreendentes. Porque mesmo com a hesitação que tomou conta da população, em alguns lugares se registrou presença significativa de aliados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *