A autonomia de Manoel Júnior

Amigos, amigos, políticas à parte. O vice-prefeito Manoel Júnior, presidente do Solidariedade da Paraíba, deu sinais claros que mantém boa relação com Luciano Cartaxo (PV), mas não vai atrelar sua agenda política a do prefeito. Especialmente em se tratando de 2020.

“Temos (eu e Luciano) cordões umbilicais diferentes. Eu sou do Solidariedade e Cartaxo do PV”, resumiu.

Mas não ficou apenas com a frase de efeito. Deu argumento para tal.

Em poucos minutos de entrevista ao programa Frente a Frente ele fez, pelo menos, duas observações críticas sobre a conduta política do prefeito. Uma por não ter saído candidato ao governo do Estado em 2018, movimento pelo qual Júnior seria o principal beneficiado já que assumiria a prefeitura de João Pessoa. Mas que ele disse que “já superou”.

A outra observação foi ainda mais clara. Para o vice-prefeito, Cartaxo está demorando muito para escolher o seu candidato a prefeito da Capital nas eleições de 2020.

Com isso, Júnior, que admite ser candidato, já deixou claro que não ficará aguardando por essa decisão. Vai começar a andar por conta e pernas próprias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *